Archive for the ‘Eventos’ Category

6º. Colóquio de Moda começa nessa 2ª. na Anhembi

12/09/2010

O 6º. Colóquio de Moda abre hoje com palestra do Profo. Dr. Norval Baitello Jr (PUC/SP), na Universidade Anhembi Morumbi. O grande diferencial do evento é abrir espaço de intercâmbio acadêmico entre pesquisadores, professores, profissionais de Moda e áreas de aderência. Por esses espaços é possível transitar entre Psicologia, Sociologia, Marketing, Jornalismo, Administração, Artes Plásticas, Design e História, o grande objetivo é promover a reflexão, o questionamento, a integração e relações entre as várias formas de abordagem da moda. André Robic (IBModa) , Wladmir Perez e Luciane Robic (IBModa) coordenam o Grupo de Trabalho (GT) de Negócios da Moda. O evento acontecerá entre os dias 12 e 15 de setembro, e se dividirá entre o auditório do Campus da Vila Olímpia (manhã) e Campus do Morumbi (tarde). Acompanhe a cobertura pelo AlemdaModa.

Confira Programação do Grupo de Trabalho de Negócios da Moda

 Equipe IBModa

Exposição 5o Seminário Internacional Comportamento e Consumo

07/09/2010

Realizada durante o 5o Seminário Internacional de Comportamento e Consumo, promovido pelo SENAI-CETIQT em parceria com a Future Concept Lab, a exposição mostrou o universo do tema do Seminário e dos entrevistados. O painel principal fi composto por uma instalação, que apresentava os principais objetos do dia-a-dia das pessoas, e por frases sobre a felicidade e o consumo. Veja os detalhes a seguir:

O outro painel apresentado durante a exposição apresentou o universo dos entrevistados, que preencheram o “Diário da Felicidade”, com frases e objetos deles, que recriaram o seu iniverso. Esse painel foi denominado de Painel Hapiness Brasil.

Mesmo que nesse blog, assim como na maioria dos veículos de comunicação, não seja usual fazer menções explícitas aos patrocinadores, não se pode deixar de citar o senso de adaptação e oportunidade demonstrados pela Coca Cola, que brindou os participantes  com um kit especialmente preparado  para o evento:

A equipe da Antennaweb / Alemdamoda cobriu o evento a convite da Organização.
Todas as fotos: André Robic

A Felicidade é um ponto de vista?

06/09/2010


Terminou na última sexta-feira (2/9/2010), no Rio de Janeiro, o 5º Seminário Internacional de Comportamento e Consumo, realizado pelo Senai-Cetiqt em parceria com o Future Lab Concept. No primeiro dia, o Seminário contou com palestras e dabates que abordaram os temas “Felicidade”e “Consumo”de forma complementar, na contramão das teses que dissociam felicidade de demanda, apresentando ao público a importância que esses conceitos vêm tomando na vida da população mundial. No segundo dia foi realizado um workshop, que abordou as chaves do projeto “feliz” no encontro local-global.

No hall do Copacabana Palace Hotel foi montada uma exposição, para sensibilizar os participantes do Seminário em relação aos temas abordados. No painel geral, frases coletadas ao longo do tempo que definem a felicidade para seus autores, associadas aos objetos de consumo mais desejados atualmente, relacionando felicidade e consumo.

Painel do5o Seminário Comportamento e Consumo

Acompanhe as os principais pontos do Seminário aqui no blog, e matérias completas na edição #8, que será lançada em outubro.

Antennaweb / Alemdamoda cobriu o evento a convite da organização.

Tecendo uma moda verde

03/09/2010
Foto: Eileen Costa/Reprodução/FIT

 

Os dilemas sócio-ambientais que enfrentamos atualmente nos levam a refletir sobre o nosso estilo de vida e nossos hábitos. Essas questões emergem como um contraponto dentro da sociedade de consumo, pois vivemos em uma época posterior à explosão de consumo que se deu no contexto pós-segunda guerra mundial, a partir de 1950.

Diferentes óticas sobre a sociedade de consumo, trazem à tona posicionamentos mais extremos, tanto favoráveis como contrários a este modelo socioeconômico, num constante paradoxo: se houver uma desaceleração do consumo, a economia mundial e corre sério risco de recessão, o que seria devastador no âmbito social. No entanto, se o consumo aumentar infinitamente, o meio ambiente poderá se degradar e ameaçar as condições de saúde e vida da população. Portanto a questão que emerge é: como equilibrar essas as instâncias da economia e do meio ambiente? Ou seja, como gerar uma economia sustentável?

 No caso específico da indústria do vestuário e da moda, a questão sobre o consumo não se concentra apenas na compra, mas recai sobre todo o seu ciclo, desde o plantio das matérias primas até o desuso do produto, numa cadeia produtiva que gera um impacto depreciativo ao meio ambiente. Para abordar a questão sobre sustentabilidade na moda, o Museu do Fashion Institute of Technology (FIT), de Nova York, montou a mostra Eco Fashion – Going Green.

 Na exposição estão presentes peças compostas a partir de técnicas sustentáveis que consideram o impacto social e ambiental de todas as etapas do processo produtivo. São tanto técnicas de produção dos tecidos, como o tingimento natural utilizando-se de tintas não tóxicas, quanto, técnicas de criação como a construção de novas peças por meio do reaproveitamento de outras peças já prontas onde, de forma análoga à bricolagem, os estilistas desconstroem uma peça para compor novas criações.

 A exposição demonstra também uma reflexão sobre o ciclo produtivo da moda, onde é marcante a criação do brasileiro Carlos Miele: um vestido longo de seda, com fuxicos feitos pelas mulheres que participam da Cooperativa de Trabalho Artesanal de Costura da Rocinha. Ao utilizar o trabalho de um empreendimento voltado para a transformação da realidade social de mulheres da periferia do Rio de Janeiro a peça de Miele evoca uma reflexão sobre como viabilizar a produção de vestuário, incentivando iniciativas voltadas para fins sociais.

A Eco Fashion – Going Green mostra como a moda permeia um amplo espectro de agentes sociais e o quanto pensá-la de forma sustentável pode impactar positivamente nossos problemas ecológicos e sociais. A mostra estará em cartaz no Fashion and Textile History Gallery Museum do Fashion Institure of Technology, em Nova York, até o dia 13 de novembro, com entrada franca.

Leia o artigo completo: Eco Fashion – Going Green

Visite a Coopa-Roca: Coopa-Roca

Visite o FIT: www.fitnyc.edu

Visite o museu do FIT: www.fitnyc.edu/museu

BAHIA MODA DESIGN, a Bahia na Moda

31/08/2010

Terminou ontem a primeira noite do Bahia Moda Design, evento que marca a fase final do Projeto Estruturante de Moda Bahia, que foi dividido em 3 fases: Capacitação de gestores e empresários, integração entre eles, com os designer prestando consultoria nas empresas dos gestores, conduzidas pelo IBModa e finalmente a realização de um evento que posicione a Bahia no setor nacional de moda.

O alcance dos objetivos do Projeto Estruturante não apenas foi visível como foi comentado por todos os presentes ao evento, que conta com uma rodada de negócios, palestras, exposição de empresas baianas de vestuário e, claro, desfiles. Goya Lopes abriu as passarelas apresentando suas estampas mundialmente conhecidas agora na moda praia, numa parceria com Renata Cores, que se iniciou durante o Projeto Estruturante, e já se mostra extremamente bem sucedida. Em seguida, a Habitat apresentou sua coleção de moda praia, e Sélya Marcarennas a sua coleção de moda festa. Para fechar a noite, a Vivire trouxe a leveza dos cataventos dourados, remetendo às sensações prazerosas dos ventos do campo.

É visível o aprendizado que as empresas baianas de moda apresentaram após terem passado pelo Projeto Estruturante Moda Bahia, que incluiu a capacitação de gestores e designers do estado  e o processo de consultoria de planejamento de coleção, ambos liderados pelo IBModa. Esse é o primeiro Projeto Estruturante de Moda a acontecer no país, e sem dúvida alguma se declara um ótimo modelo para implantação de outros projetos, tanto na área de moda como em outras regiões do Brasil.  De acordo com Tatiana Torres, da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, “é o primeiro projeto estruturante finalizado no Brasil, e com um sucesso muito acima do esperado”.

Claudio Silveira é o responsável pela produção do Bahia Moda Design. Em entrevista às equipes do IBModa e do Alemdamoda presentes ao evento, Cláudio destacou a capacidade de informação das marcas baianas de moda, “mais maduras para uma visibilidade nacional”. O trabalho realizado pelo IBModa na condução do Projeto Estruturante está sendo brilhantemente consagrado por Claudio, que agrega um olhar crítico e uma vasta experiência em eventos como o Dragao Fashion, um dos principais eventos de moda além do eixo Rio / São Paulo.

Confira o vídeo e prepare-se para o line up do último dia, que contará com Hipnose, Patro, Anaport, Iza & Bell e Mahalo.

André Robic

Bahia Moda Design

30/08/2010

Foto: divulgação

É com enorme satisfação que o IBModa vê o fruto de sua participação na capacitação do Projeto Estruturante Moda Bahia render os seus primeiros grandes frutos: começa nessa segunda-feira o Bahia Moda Design, no Othon Hotel (Ondina), para mais de 1,2 mil convidados para o evento, que conta com produção da sala de desfiles de Cláudio Silveira, criador do Dragão Fashion de Fortaleza. O evento contará com uma rodada de negócios, exposições e desfiles das marcas baianas.

A fase de capacitação do Projeto Estruturante Moda Bahia foi conduzida pelo IBModa, entre os meses de setembro de 2008 e dezembro de 2009. Foram capacitados 80 empresários e 40 designers, por meios das fases do Projeto, que incluíram capacitação em gestão e design de moda para todo o público, capacitação específica para cada um dos públicos, consultoria dos designers nas empresas participantes e finalmente uma clínica de produtos, patrocinada pelo IBModa, que foi o embrião de várias das coleções que serão apresentadas.

Segue o lineup dos desfiles:

Dia 30/08 (segunda-feira)

1. Goya Lopes – 19h00
2. Habtat – 19h30
3. Sélya Mascareñnas – 20h00
4. Vivire – 20h30

Dia 31/08 (terça-feira)

1. Hipnose – 19h00
2. Patro – 19h30
3. Anaport – 20h00
4. Iza & Bell – 20h30
5. Mahalo – 21h00

Aguarde notícias fresquinhas direto do evento: a equipe do Alemdamoda está seguindo para Salvador logo mais.

Consumo e felicidade em foco

27/08/2010

Estão abertas as inscrições para o 5º Seminário Internacional de Comportamento e Consumo, promovido pelo SENAI/CETIQT, que acontece nos dias 1º e 2 de setembro, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Especialistas nacionais e internacionais falarão sobre a relação entre felicidade e consumo.  

Entre os palestrantes, Elio Fiorucci, presidente da marca italiana Fiorucci,  Francesca Appiani, curadora do Museu Alessa;  Francesco Morace, presidente do Future Concept Lab de Milão; Fabiana Luna, coordenadora de Gestão Estratégica e do Mercado do SENAI/CETIQT; o economista Eduardo Giannetti; e o psicanalista Manoel Thomaz Carneiro. A antropóloga Miriam Goldenberg mediará os debates.  

Fio condutor de todo o seminário, a felicidade e o consumo foram objetos de pesquisa do SENAI/CETIQT. O estudo, batizado de Happiness, será apresentado pelos pesquisadores da instituição Patricia Dalpra e Marcelo Ramos, com a participação de Nicoleta Vaira, do Future Concept Lab de Milão. Mais informações sobre inscrições e programação: www.cetiqt.senai.br.

A participação das marcas na internet

27/08/2010

 

Muito inspiradora a Palestra de João Mougon e Carla Mayumi, sócios-diretores da Box 1824: A participação das marcas na internet: Tendências e Insight’s,  realizada ontem no Fórum de Branding da ABA (Associação Brasileira de Anunciantes).

 

A palestra apresentou a utilização da internet pelas marcas como ferramenta que vai além de marcar presença em uma “nova mídia”, mas também como forma de participar da rede, interagir com os grupos e indivíduos e transmitir os seus valores, conteúdos e propostas – a sua personalidade. Tema que foi bem recebido no ABA Branding, que apresentou e discutiu a utilização das técnicas e as ferramentas mais avançadas de Branding, para o qual contribuíram renomados profissionais das mais diversas especialidades.

 

A Box 1824 vem se destacando por seus empreendimentos em pesquisa e rastreamento de tendências, realizada através de metodologias heterodoxas e inovadoras. O objetivo da contribuição de João Mougon e Carla Mayumi, sócios-diretores da empresa, foi, portanto, oferecer uma abordagem que propiciasse o entendimento da marca a partir da cultura e da análise do consumidor enquanto pessoa. Para isso, eles mobilizaram diversos conceitos de múltiplas disciplinas, procurando demonstrar os principais desdobramentos dos comportamentos presentes e diferentes perspectivas para apreendê-los.

 

A atenção dos palestrantes estava voltada para traduzir o sentimento e aportar tendências a partir dos modos da geração deste milênio, denominada por eles como Millennials, que é contemporânea aos avanços da internet e das redes sociais. Esses jovens de varias idades nasceram e cresceram junto com ela, a tem não como uma mídia e sim como um modo de pensar e agir.   

 

Para os Millennials, não há diferença entre o real e o virtual, a internet é uma entre outras faces que compõem uma realidade multifacetada. Como expressa de maneira emblemática o depoimento de um millennial entrevistado: “O google maps não é internet, é um mapa”.

 

O desenvolvimento destes jovens  acompanha também a evolução do comportamento da internet, que pode ser dividido entre três momentos: 1) Read (Ler, receber) 2) White (escrever, produzir) e 3) Act (agir, fazer). Ou seja, a internet passou de um primeiro momento de recepção de informações a um segundo de produção dos usuários e no momento se desdobra para contribuir e influenciar os indivíduos na tomada de ações.

 

Ao percebermos o desenvolvimento da internet, vislumbramos as mudanças significativas que estão para acontecer dentro dos próximos anos, nesse sentido, a proposta apresentada pela Box 1824 é inspiradora, para que nós possamos criar, pensar a agir segundo uma nova e sempre desafiadora realidade que apresenta o futuro no instante seguinte.

 

Jonas Fernandes

Pesquisa IBModa

Fórum de Marketing Empresarial

19/08/2010

Um evento bem organizado, com palestras dos presidentes brasileiros de algumas das principais empresas mundiais, bem briefados e objetivos resultou numa aula de marketing de excepcional qualidade. Para alinhavar todos os pontos discorridos durante as palestras, João Doria Jr, da Doria Associados, fez as conclusões e o fechamento do Fórum de Marketing Empresarial, que seguem abaixo:.

  1. A importância do marketing bem planejado, com estratégia, com pesquisa: o marketing bem estruturado, bem fundamentado.
  2. Responsabilidade social:  o conhecimento que vai além dos lucros e dos resultados, permeando a sociedade toda, e principalmente comunidades mais simples e mais carentes, até mesmo pelo fato de que elas passaram também a ser comunidades de consumo
  3. Sustentabilidade: empresas que não respeitam a sustentabilidade, não exercitam programas de sustentabilidade, vão ficar fora da concorrência.
  4. Inovação:  empresas que lideram grandes mercados ou que tem grandes posições e não são capazes de inovar, encontrarão quem inove e as ultrapasse, por mais robustas que sejam. Há de se apostar, investir, acreditar na inovação.  Isso também implica em investir nos jovens, acreditar no potencial das mídias sociais,  ouvir, perceber, sentir, entender, ter a sensibilidade na pesquisa e aplicar em resultados.
  5. Valor das marcas: as marcas hoje são o principal patrimônio de qualquer empresa.
  6. Liderança de resultados: o fator humano, inspirando os resultados, em todos os níveis. Quando a empresa tem um grande comando,  firme, forte e sereno, esse prisma de liderança vai passando para as outras áreas. Todos sentem o mesmo espírito, é o endomarketing da liderança.  Os novos líderes são os que tem coragem para empreender, para aceitar a inovação, para não fazer valer as suas próprias opiniões, e sim fazer valer a opinião do consumidor e dos seus parceiros, daqueles que compõem a sua própria equipe.
  7. A resultante de tudo isso é o respeito ao consumidor. O consumidor é o novo rei, é o novo CEO, é o novo acionista, é o stakeholder que determina e fundamenta a decisão das empresas de qualquer tamanho, de qualquer dimensão e em qualquer área. Esse consumidor precisa ser acompanhado 24 horas por dia e 365 dias por ano, e ter as suas.

André Robic

Como atingir a base da pirâmide sócio-econômica

19/08/2010

Foto: Divulgação

Convidado pela Accenture, o professor da Universidade de Cornell, Stuart Hart mostrou no Forum Empresarial de Marketing, realizado durante o último final de semana, no Guarujá, o resultado de seus trabalhos, voltados à melhor forma de atingir a base da pirâmide socioeconômica.  De acordo com o pesquisador, essa pirâmide possui hoje 4,5 bilhões de pessoas em sua base, que corresponderia às classes D e E brasileiras, 1,5 bilhões em seu meio (classe C) e 800milhões no seu topo (classes A e B).

Segundo Hart, o modelo de implantação de novos produtos segue a um padrão em que (1) existe um novo mercado: massivo e em crescimento não atendido; (2) é lançada uma inovação radical, e a base da pirâmide é o  local de incubação para tecnologias sustentáveis e (3) aparecem novas empresas competitivas . Entretanto, ao se tentar difundir essas tecnologias em bases maiores não se vê grandes resultados. A causa seria a utilização do modelo de baixo preço e baixo custo, com a expansão em favelas e áreas de baixa renda e parceria com ONGs sem capacidades. A conclusão é de que o problema  para atender a base da pirâmide não é de tecnologia e não é de marketing. O desafio é criar um processo para o desenvolvimento dos negócios, que envolve as seguintes etapas: (1) construir uma relação de confiança de longo prazo, (2) co-criação, fazendo surgir um novo produto que nenhum dos dois poderia fazer sozinho e finalmente (3) desenvolver o modelo de negócios a partir de baixo.

André Robic