Archive for the ‘Comportamento’ Category

UnoMarketing – Seminário UnoMarketing e 2° Fórum de Empreendedorismo Social

30/09/2010

 

 

O UnoMarketing, está promovendo hoje o 2° Fórum de Empreendedorismo Social que tem por objetivo sintetizar empreendimentos de sucesso nas áreas social e ambiental, comunica-los, inspirando novas idéias e possibilitando que estas ações formem redes e se multipliquem. Para tanto, o objetivo central do evento é aproximação entre os profissionais de comunicação e os profissionais de marketing e Ong’s, para assim, fomentar parcerias em busca de uma atuação comunicativa consciente.

As exposições do Fórum têm o formato de painéis e estão sendo intercaladas por pequenas comunicações de inspiradores, que apresentam e falam sobre a sua participação em cases bem sucedidos de empreendedorismo social. A apresentação é conduzida de forma irreverente por duas Clowns que intervêm com a platéia com o intuito de dissolver a timidez dos participantes e  evocar uma maior participação do público.

O evento está acontecendo na Federação do Comércio de São Paulo e é desdobramento do Seminário UnoMarketing, que aconteceu nos dias 28 e 29 de setembro. O seminário quer incentivar a apresentação de  projetos e soluções para a difusão da comunicação consciente, pautada na defesa de práticas sustentáveis por meio de  campanhas e/ou difusões de notícias dotadas de modelos de gestão éticos, transparentes e responsáveis nos âmbitos socioambientais. 

Participaram do Seminário Unomarketing, trabalhos acadêmicos e trabalhos profissionais de comunicação. Estes estão inseridos no Prêmio Unomarketing de Comunicação consciente com apoio da ABA, ABAP e AMPRO.

O Prêmio busca reconhecer projetos que se destacarem na concepção de novas ideias e soluções para a propagação da comunicação consciente,  a premiação ocorrera em 2011. O concurso visa ampliar a consciência de profissionais de marketing e comunicação, enquanto o papel que podem desempenhar na promoção e estímulo de ações sociais e ambientais.

Mídia Corporal

10/09/2010

Foto: AFP/Google

O recente (re)aparecimento de Larissa Riquelme com a marca Axe estampada no peito fez surgir (novamente) a questão do aluguel do corpo como espaço publicitário. As iniciativas pelo mundo a fora parecem ter se dado principalmente a margem dos grandes anunciantes. É o caso do portal de serviços Lease your Body (Alugue seu corpo), que tem o fim de fornecer contato entre anunciantes e potenciais promotores corporais.

Vejo que o interessante aqui não é discutir os limites éticos ou morais do espaço publicitário e sim a expressão de um conteúdo que se liga a marca através do corpo. Nisto a dissertação de mestrado de Andrei Schiner, Marcado na Pele: Consumo, tatuagem e corpo. Um estudo sobre as representações do consumo através de tatuagens de marcas de produtos é elucidadora, pois o autor demonstra vários casos e motivações que envolvem a tatuagem como anuncio.

Restringindo a discussão (que parece estar apenas começando) para a questão da marca, faz com que o assunto fique muito pautado na questão da inserção de uma referência a ela ou mesmo a tatuagem da logomarca como anuncio. Acredito que a questão não precisa passar apenas por esse caminho.

Ao fazer uma tatuagem o individuo pode querer expressar algo presente em seu estilo de vida, no seu universo de valores, símbolos e atitudes. Por isso, vemos alguns exemplos interessantes de tatuagens espontâneas como é o caso da Harley-Davison, que segundo um dos entrevistados por Schiner: “A Harley-Davinson é um estilo de vida. A pessoa não está tatuando a marca está tatuando o estilo de vida”. Ou seja, é como dizer: a logomarca não é a marca e marca não é só um nome do produto. Ela vai além do produto e toca dimensões imateriais que cria vínculos entre um conteúdo expresso, o indivíduo e um coletivo.

Desta maneira, acredito que um alguém possa fazer uma tatuagem que expresse um conteúdo da marca sem necessariamente tatuar a logomarca. Pode por exemplo tatuar um símbolo associado, algo que esteja relacionado com a sua história pessoal e comungar ao mesmo tempo com o lifestyle marca.

Enxergo que estas questões dão pano para manga (já que esse é um blog também de moda estamos no lugar certo, não é?) e se encontram por possuírem novas paradigmas do consumo na atualidade.

Leia o resumo da dissertação: Marcado na Pele: Consumo, tatuagem e corpo.

Veja os slides.

Confira também – “Sentidos: armas para conectar clientes”. 

Jonas Fernandes

Pesquisa IBModa

Exposição 5o Seminário Internacional Comportamento e Consumo

07/09/2010

Realizada durante o 5o Seminário Internacional de Comportamento e Consumo, promovido pelo SENAI-CETIQT em parceria com a Future Concept Lab, a exposição mostrou o universo do tema do Seminário e dos entrevistados. O painel principal fi composto por uma instalação, que apresentava os principais objetos do dia-a-dia das pessoas, e por frases sobre a felicidade e o consumo. Veja os detalhes a seguir:

O outro painel apresentado durante a exposição apresentou o universo dos entrevistados, que preencheram o “Diário da Felicidade”, com frases e objetos deles, que recriaram o seu iniverso. Esse painel foi denominado de Painel Hapiness Brasil.

Mesmo que nesse blog, assim como na maioria dos veículos de comunicação, não seja usual fazer menções explícitas aos patrocinadores, não se pode deixar de citar o senso de adaptação e oportunidade demonstrados pela Coca Cola, que brindou os participantes  com um kit especialmente preparado  para o evento:

A equipe da Antennaweb / Alemdamoda cobriu o evento a convite da Organização.
Todas as fotos: André Robic

A Felicidade é um ponto de vista?

06/09/2010


Terminou na última sexta-feira (2/9/2010), no Rio de Janeiro, o 5º Seminário Internacional de Comportamento e Consumo, realizado pelo Senai-Cetiqt em parceria com o Future Lab Concept. No primeiro dia, o Seminário contou com palestras e dabates que abordaram os temas “Felicidade”e “Consumo”de forma complementar, na contramão das teses que dissociam felicidade de demanda, apresentando ao público a importância que esses conceitos vêm tomando na vida da população mundial. No segundo dia foi realizado um workshop, que abordou as chaves do projeto “feliz” no encontro local-global.

No hall do Copacabana Palace Hotel foi montada uma exposição, para sensibilizar os participantes do Seminário em relação aos temas abordados. No painel geral, frases coletadas ao longo do tempo que definem a felicidade para seus autores, associadas aos objetos de consumo mais desejados atualmente, relacionando felicidade e consumo.

Painel do5o Seminário Comportamento e Consumo

Acompanhe as os principais pontos do Seminário aqui no blog, e matérias completas na edição #8, que será lançada em outubro.

Antennaweb / Alemdamoda cobriu o evento a convite da organização.

Tecendo uma moda verde

03/09/2010
Foto: Eileen Costa/Reprodução/FIT

 

Os dilemas sócio-ambientais que enfrentamos atualmente nos levam a refletir sobre o nosso estilo de vida e nossos hábitos. Essas questões emergem como um contraponto dentro da sociedade de consumo, pois vivemos em uma época posterior à explosão de consumo que se deu no contexto pós-segunda guerra mundial, a partir de 1950.

Diferentes óticas sobre a sociedade de consumo, trazem à tona posicionamentos mais extremos, tanto favoráveis como contrários a este modelo socioeconômico, num constante paradoxo: se houver uma desaceleração do consumo, a economia mundial e corre sério risco de recessão, o que seria devastador no âmbito social. No entanto, se o consumo aumentar infinitamente, o meio ambiente poderá se degradar e ameaçar as condições de saúde e vida da população. Portanto a questão que emerge é: como equilibrar essas as instâncias da economia e do meio ambiente? Ou seja, como gerar uma economia sustentável?

 No caso específico da indústria do vestuário e da moda, a questão sobre o consumo não se concentra apenas na compra, mas recai sobre todo o seu ciclo, desde o plantio das matérias primas até o desuso do produto, numa cadeia produtiva que gera um impacto depreciativo ao meio ambiente. Para abordar a questão sobre sustentabilidade na moda, o Museu do Fashion Institute of Technology (FIT), de Nova York, montou a mostra Eco Fashion – Going Green.

 Na exposição estão presentes peças compostas a partir de técnicas sustentáveis que consideram o impacto social e ambiental de todas as etapas do processo produtivo. São tanto técnicas de produção dos tecidos, como o tingimento natural utilizando-se de tintas não tóxicas, quanto, técnicas de criação como a construção de novas peças por meio do reaproveitamento de outras peças já prontas onde, de forma análoga à bricolagem, os estilistas desconstroem uma peça para compor novas criações.

 A exposição demonstra também uma reflexão sobre o ciclo produtivo da moda, onde é marcante a criação do brasileiro Carlos Miele: um vestido longo de seda, com fuxicos feitos pelas mulheres que participam da Cooperativa de Trabalho Artesanal de Costura da Rocinha. Ao utilizar o trabalho de um empreendimento voltado para a transformação da realidade social de mulheres da periferia do Rio de Janeiro a peça de Miele evoca uma reflexão sobre como viabilizar a produção de vestuário, incentivando iniciativas voltadas para fins sociais.

A Eco Fashion – Going Green mostra como a moda permeia um amplo espectro de agentes sociais e o quanto pensá-la de forma sustentável pode impactar positivamente nossos problemas ecológicos e sociais. A mostra estará em cartaz no Fashion and Textile History Gallery Museum do Fashion Institure of Technology, em Nova York, até o dia 13 de novembro, com entrada franca.

Leia o artigo completo: Eco Fashion – Going Green

Visite a Coopa-Roca: Coopa-Roca

Visite o FIT: www.fitnyc.edu

Visite o museu do FIT: www.fitnyc.edu/museu

Consumo e felicidade em foco

27/08/2010

Estão abertas as inscrições para o 5º Seminário Internacional de Comportamento e Consumo, promovido pelo SENAI/CETIQT, que acontece nos dias 1º e 2 de setembro, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Especialistas nacionais e internacionais falarão sobre a relação entre felicidade e consumo.  

Entre os palestrantes, Elio Fiorucci, presidente da marca italiana Fiorucci,  Francesca Appiani, curadora do Museu Alessa;  Francesco Morace, presidente do Future Concept Lab de Milão; Fabiana Luna, coordenadora de Gestão Estratégica e do Mercado do SENAI/CETIQT; o economista Eduardo Giannetti; e o psicanalista Manoel Thomaz Carneiro. A antropóloga Miriam Goldenberg mediará os debates.  

Fio condutor de todo o seminário, a felicidade e o consumo foram objetos de pesquisa do SENAI/CETIQT. O estudo, batizado de Happiness, será apresentado pelos pesquisadores da instituição Patricia Dalpra e Marcelo Ramos, com a participação de Nicoleta Vaira, do Future Concept Lab de Milão. Mais informações sobre inscrições e programação: www.cetiqt.senai.br.

A participação das marcas na internet

27/08/2010

 

Muito inspiradora a Palestra de João Mougon e Carla Mayumi, sócios-diretores da Box 1824: A participação das marcas na internet: Tendências e Insight’s,  realizada ontem no Fórum de Branding da ABA (Associação Brasileira de Anunciantes).

 

A palestra apresentou a utilização da internet pelas marcas como ferramenta que vai além de marcar presença em uma “nova mídia”, mas também como forma de participar da rede, interagir com os grupos e indivíduos e transmitir os seus valores, conteúdos e propostas – a sua personalidade. Tema que foi bem recebido no ABA Branding, que apresentou e discutiu a utilização das técnicas e as ferramentas mais avançadas de Branding, para o qual contribuíram renomados profissionais das mais diversas especialidades.

 

A Box 1824 vem se destacando por seus empreendimentos em pesquisa e rastreamento de tendências, realizada através de metodologias heterodoxas e inovadoras. O objetivo da contribuição de João Mougon e Carla Mayumi, sócios-diretores da empresa, foi, portanto, oferecer uma abordagem que propiciasse o entendimento da marca a partir da cultura e da análise do consumidor enquanto pessoa. Para isso, eles mobilizaram diversos conceitos de múltiplas disciplinas, procurando demonstrar os principais desdobramentos dos comportamentos presentes e diferentes perspectivas para apreendê-los.

 

A atenção dos palestrantes estava voltada para traduzir o sentimento e aportar tendências a partir dos modos da geração deste milênio, denominada por eles como Millennials, que é contemporânea aos avanços da internet e das redes sociais. Esses jovens de varias idades nasceram e cresceram junto com ela, a tem não como uma mídia e sim como um modo de pensar e agir.   

 

Para os Millennials, não há diferença entre o real e o virtual, a internet é uma entre outras faces que compõem uma realidade multifacetada. Como expressa de maneira emblemática o depoimento de um millennial entrevistado: “O google maps não é internet, é um mapa”.

 

O desenvolvimento destes jovens  acompanha também a evolução do comportamento da internet, que pode ser dividido entre três momentos: 1) Read (Ler, receber) 2) White (escrever, produzir) e 3) Act (agir, fazer). Ou seja, a internet passou de um primeiro momento de recepção de informações a um segundo de produção dos usuários e no momento se desdobra para contribuir e influenciar os indivíduos na tomada de ações.

 

Ao percebermos o desenvolvimento da internet, vislumbramos as mudanças significativas que estão para acontecer dentro dos próximos anos, nesse sentido, a proposta apresentada pela Box 1824 é inspiradora, para que nós possamos criar, pensar a agir segundo uma nova e sempre desafiadora realidade que apresenta o futuro no instante seguinte.

 

Jonas Fernandes

Pesquisa IBModa

“Qual é o gesto que coloca seu amor em movimento?”

27/08/2010

“Qual é o gesto que coloca seu amor em movimento?” É a pergunta da nova campanha da Natura para o lançamento da linha Amo. Os comerciais têm ritmo cinematográfico, com uma narração envolvente que atrai nossos sentimentos e nos aproxima da marca. A produção ficou a cargo do cineasta Andrucha Waddington, que entre outras produções, foi diretor do filme Eu, tu, Eles, lançado em 2000.

 

A Natura demonstra importância de um conceito bem estruturado para a realização de uma campanha com qualidade. Ao trabalhar com as noções de amor e movimento, a mensagem transmitida pela campanha demonstra as várias formas que casais reais têm expressar os seus afetos, ou seja, a cumplicidade do casal. O objetivo da campanha é criar essa cumplicidade entre cliente e marca. Ela se aproximada do consumidor para ser cúmplice na expressão de seus sentimentos.

 

Não se trata apenas de uma campanha para fins publicitários. É uma proposta de sentido, nas formas de estabelecermos nossas relações inter-pessoais, onde também se incluem as relações entre marca e consumidor. A natura proporciona um lifesytle, voltado para uma ecologia sentimental, para o cultivo das relações humanas reais e cotidianas.

 

Confira a campanha!

 

 

Jonas Fernandes

Pesquisa IBModa

 

 

 

 

 

Carmim incrementa comunicação com as mídias sociais e ainda alavanca sua presença com a online store

09/07/2010

A Carmim sempre teve um posicionamento diferenciado frente ao mercado. Além de ocupar um dos primeiros lugares no ranking de presença em lojas multimarcas, desenvolve estratégias de distribuição inusitada, como o fashion truck, e as Casas Carmim, uma delas na sofisticada Av. Brasil, em São Paulo. Vem incrementando sua presença nas mídias sociais, e principalmente apostando na online store. Lançada no final do ano passado, já é sucesso entre clientes da marca de todo o país. Em entrevista exclusiva para os programas online do IBModa, Reynaldo Pasqua, Diretor da Online Store Carmim, conta mais as estratégias dessa nova empreitada da marca. Confira alguns momentos dessa entrevista e deixe aqui a sua opinião!

Skol Sensation aposta em lifestyle!

06/04/2010

via assessoria de imprensa

Como já falamos aqui no blog este ano o Skol Sensation está super focado em life style promovendo assim um novo diálogo com o seu target e uma estratégia de promoção diferenciada e segmentada.

Este ano o evento desenvolveu uma parceria com a stylist Carol Glidden Gannon, estilista da marca D´Arouche em parceria com o também stylist Davi Pollak.

Abaixo vamos disponiblizar uma nota com dicas de moda feitas por Carol Glidden para o look branco característico do evento.

Dicas para compor o look branco no Skol Sensation

Já foi o tempo em que um visual totalmente branco era restrito ao ano novo. Agora, o look básico ganhou passarelas, ruas e novos cortes ousados e entrou para o hall das cores tem-que-ter do inverno ao verão.

Sendo assim, há motivos de sobra para ir com o look dos sonhos ao Skol Sensation. A festa que aterrissou no Brasil no ano passado, tem como tema da sua segunda edição o “Ocean of White” e o traje obrigatório é, claro, branco.

Carol  Glidden-Gannon, estilista da D’Arouche e consultora de moda da promoção “Look dos Sonhos” do Skol Sensation, dá dicas para que todos arrasem na pista do evento.

Pés de cinderela:

Para os fãs de salto alto, a aposta para se jogar na dança sem perder o conforto são os sapatos meia-pata.  Com salto plataforma na parte da frente que minimiza o salto, eles acabam sendo mais confortáveis que os sapatos de salto comuns. Fáceis de combinar dão um toque moderno a qualquer visual.  Mas, para quem não abre mão da comodidade, vale abusar das rasteirinhas e sapatilhas.

Os meninos também devem variar do tênis básico. Os sapatos Top Siders voltaram com tudo dos anos 80 e ajudam a sofisticar o look.

Acessórios:

Em um visual monocromático os acessórios fazem toda a diferença. Carol dá a dica: meninas usem e abusem dos maxi colares. É o acessório do momento, além de deixar o visual mais divertido. Para os meninos, a dica é encarar pulseiras, cintos e correntes que  remetem aos Rock Stars dos anos 80. Tachas estão liberadas.

Mito:

Branco não engorda. O que engorda é usar roupa menor ou um modelo que não se adequa ao seu corpo. Calças retas alongam as pernas, blusas cavadas valorizam o colo e tiram a atenção das regiões mais cheinhas. Calças brancas muito justas acabam ficando vulgar em todos os casos. Se você está com o corpão em cima aproveite, mas com equilíbrio. Lembre que dá pra exagerar só em uma das extremidades. Então, se for de mini saia, nada de blusa super decotada, ok?

Maquiagem:

Cores flúor ainda estão super em alta aproveitando a ressaca do verão. Aproveite e use das unhas ao make up. Atenção com a base e corretivos. Não podem ser nem mais claros nem mais escuros que o seu tom de pele. Out e proibido está o lápis branco, que não vale nem em cima nem embaixo dos olhos.

O Skol Sensation acontece no dia 17 de abril, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Mais informações www.skolsensation.com.br .

Equipe IBModa